São Luís e Lençóis Maranheses – Roteiro de 4 dias

Para começar com os roteiros de viagens no Brasil, nada melhor do que começar escrevendo sobre dois destinos muito visitados na Região Nordeste do nosso país: São Luís, capital do Maranhão, e os famosos Lençóis Maranhenses.

A ideia de viajar pelo Brasil começou a ganhar força depois que realizei meu mochilão na Europa. Afinal, conheci diversos locais e muitas culturas em outros países, mas eu ainda não havia visitado muitos lugares no nosso próprio país.

Por isso, comecei a ficar de olho em promoções de passagens aéreas, até que achei um bom negócio para viajar a São Luís, no Maranhão: ida e volta saindo de SP por apenas 250 reais. Além de ser super econômico, o passeio possibilitaria conhecer tanto a capital do estado, como os Lençóis Maranhenses, uma vez que há água nas lagoas no mês de maio (quando fui).

Pois bem, a viagem em si durou apenas 3 dias e meio, mas foi possível conhecer tanto a capital São Luís, que visitamos em 1 dia, quanto os Lençóis, onde ficamos por 1 dia e meio. O outro dia da viagem ficou por conta dos deslocamentos, já que Barreirinhas, cidade-base para visitar os Lençóis, fica a cerca de 5 horas de ônibus de São Luís.

Assim, vamos ao roteiro:

São Luís

São Luís é uma cidade bastante encantadora – e curiosa. Em 1612, foi a primeira e única cidade brasileira fundada pelos franceses, quando estes estabeleceram uma colônia na região por 2 anos, sendo depois expulsos pelos portugueses. Além disso, São Luís também possui a maior coleção de azulejos da América Latina e é considerada a capital brasileira do reggae.

Seu centro histórico possui belíssimos casarões que datam do auge da produção algodoeira do estado. A influência de portugueses, espanhóis, franceses e holandeses é nítida na arquitetura destas bonitas edificações. Devido a isso, o centro histórico da cidade foi declarado patrimônio cultural da humanidade pela UNESCO. Sua conservação, no entanto, deixa muito a desejar. Em muitas áreas, há sujeira e até uma sensação de insegurança em locais menos movimentados.

De qualquer maneira, São Luís é uma cidade com muito potencial e que merece ser explorada. Suas principais atrações são:

  • Centro histórico: abriga mais de 4.000 imóveis históricos, sendo a grande maioria em estilo colonial e cobertos por azulejos. Um passeio por lá é uma volta aos séculos 18 e 19. Infelizmente, grande parte das casas estão em estado de degradação, mas ainda há locais muito bem conservados. Grande parte das atrações da cidade, incluindo museus e igrejas, se localiza no centro da cidade.
2018-05-25 14.56.40

Centro Histórico de São Luís: belos casarões – porém muitos deles abandonados…

  • Museu Histórico e Artístico do Maranhão: localizado num belo casarão do século XIX em pleno centro de São Luís, este museu reconstitui uma casa de época para descrever os costumes e hábitos dos habitantes entre os séculos XIX e XX. Há uma infinidade de objetos, que vão desde escarradeiras, onde as pessoas cuspiam o fumo que mascavam, até coleções de porcelana e documentos. É o local ideal para entender um pouco mais da história da cidade e do estado.
2018-05-25 11.40.19

Museu Histórico e Artístico do Maranhão, localizado no centro de São Luís.

  • Catedral da Sé: também localizada no centro de São Luís, a mais importante igreja da cidade foi construída pro jesuítas e hoje possui uma bela fachada em estilo neogótico. Na parte interior, destaque para o altar-mor, revestido a ouro – e feito com mão de obra indígena.
2018-05-25 11.56.50

Catedral da Sé, em São Luís, Maranhão.

  • Palácio dos Leões: Atual sede do governo do estado, o imponente palácio é aberto à visitação do público. A construção já fez parte de um forte edificado pelos franceses na fundação da cidade e hoje abriga diversas salas, mobiliadas e decoradas com peças dos séculos 18 e 19. É um local muito interessante, que vale a visita.
2018-05-25 12.11.35

Interior do Palácio dos Leões, atual sede do governo maranhense.

  • Museu do Reggae: primeiro museu do reggae localizado fora da Jamaica, é bastante recente, tendo sido fundado em 2018. O museu materializa a relação que a cidade tem com o ritmo caribenho, uma vez que é considerada a capital nacional do ritmo. O local conta a história de como o reggae chegou à cidade, além de apresentar exemplos da música e de ensinar como se dança o reggae na cidade.
2018-05-25 13.06.43

Museu do Reggae, em São Luís, MA.

  • Teatro Arthur Azevedo: principal casa de espetáculos do estado do Maranhão, este teatro impressiona pelos ricos detalhes e pelo ótimo estado de conservação. Algumas vezes por dia o museu oferece visitas guiadas aos turistas, que passam por todas as áreas do imponente teatro do século XIX: plateia, camarotes, salão nobre, camarins e palco. Uma visita que realmente vale a pena.
2018-05-25 14.36.49

Teatro Arthur Azevedo, um dos mais importantes pontos turísticos da cidade de São Luís.

  • Praias: São Luís também conta com uma orla de 32 km de extensão, cujo mar é, na maior parte do ano, impróprio para banho. De qualquer forma, há vários quiosques que ficam lotados no happy hour.

Lençóis Maranhenses

Após um dia intenso de visita a São Luís, saímos de manhãzinha rumo à Barreirinhas, cidade-base para explorar o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. O trajeto leva em torno de 5 a 6 horas e é realizado pela empresa Cisne Branco, e sai na faixa de 110 reais ida e volta.

Para se explorar o Parque, a época ideal é entre os meses de maio e agosto, quando as lagoas ficam cheias e dão todo o charme ao local. Em relação à hospedagem, Barreirinhas é a cidade com mais estrutura (fiquei na pousada Chalé Marinas e recomendo! Foi excelente!). Entretanto, também é possível se hospedar em vilarejos menores, como Atins e Santo Amaro.

Há uma infinidade de coisas que podem ser feitas nos Lençóis: sobrevoar o Parque de monomotor, passeio de barco pelo Rio Preguiças, trekking de 4 dias para realizar a travessia de Atins a Santo Amaro, boia-cross no Rio Cardosa, além de muitos passeios de jipe.

Como não tínhamos muito tempo (nem dinheiro pra ficar voando de avião), acabamos optando por dois passeios de jipe mesmo: um de meio período no primeiro dia, para a Lagoa Bonita, e outro de um dia inteiro, no segundo dia, para Atins.

Lagoa Bonita

Como o nome sugere, o primeiro local que visitamos era uma lagoa bem bonita mesmo – se bem que todas as lagoas lá são bonitas… Por estar mais próxima à cidade de Barreirinhas e não ter que caminhar muito, o local é um pouco mais cheio do que outras lagoas mais isoladas. De qualquer forma, é um passeio que vale a pena para se ter uma primeira ideia de como são os Lençóis Maranhenses: dunas a perder de vista e belas lagoas de água doce onde é possível se refrescar.

2018-05-26 16.00.21

Lagoa (realmente) Bonita nos Lençóis Maranhenses.

Para chegar à Lagoa Bonita, o jipe para bem próximo a uma duna íngreme. Depois de cruzar um riacho, é preciso escalar esta duna (há uma corda para auxiliar os turistas) e depois já é possível contemplar as várias lagoas desta área do Parque.

2018-05-26 15.37.41

Pequena subida que é necessária antes de chegar aos lençóis propriamente ditos.

Além de passar pela Lagoa Bonita, este passeio também passa por várias outras lagoas: algumas sem nome, e outras com nome, como a Lagoa do Clone (onde filmaram parte da novela) e a Lagoa do Maçarico. É um passeio que valeu muito a pena e que recomendo caso tenha pouco tempo para explorar a região.

2018-05-26 16.48.17

Mais uma das lagoas dos Lençóis Maranhenses. Não lembro o nome dessa, mas bem que também poderia se chamar “Lagoa Bonita”.

Atins

No segundo dia de viagem, aproveitando o tempo que tínhamos, decidimos visitar o vilarejo de Atins, que se localiza mais afastado de Barreirinhas e requere um dia inteiro de passeio.

Neste passeio, um jipe passa em várias pousadas e hotéis até ficar cheio e partir para o passeio. O veículo se desloca por áreas bastante alagadas que se parecem com pântanos e por muitas dunas. Consequentemente, é possível observar centenas de belas lagoas no caminho sem ninguém, que dão um gostinho de como o local é tranquilo.

2018-05-27 09.51.51

Indo de jipe até o vilarejo de Atins.

Após algumas horas no jipe, com paradas para se refrescar nas lagoas, chega-se a Atins, um pequeno povoado bastante simpático, localizado à beira do mar, onde há alguns restaurantes (bastante caros pra estudantes).

Para mim, a melhor parte do passeio foi realmente a paisagem das lagoas cercadas pelas dunas. É realmente algo único e indescritível. Nenhuma das fotos que apresento aqui conseguem mostrar a dimensão e a beleza do local.

2018-05-27 10.55.18

Mais lagoas nos Lençóis Maranhenses.

No caminho de volta à Barreirinhas, o motorista do jipe realizou mais algumas paradas, incluindo uma parada de alguns minutos numa lagoa maravilhosa, que estava ali só pra gente. Foi realmente um passeio muito especial!

2018-05-27 15.27.29

Belíssima paisagem dos Lençóis, que é indescritível…

Depois desse segundo dia de passeio, estava na hora de voltar à capital do estado para pegar o avião de volta à São Paulo. Foi ótimo enquanto durou…

Visão Geral

Gostei muito da viagem. São Luís é uma cidade muito encantadora, que eu acredito ter potencial para ter o mais belo centro histórico do Brasil, ganhando, inclusive, de Salvador. Infelizmente, porém, está muito degradado, então esperamos que as autoridades locais possam dar um up pra revitalizar a área.

Em relação aos Lençóis, não tenho palavras pra descrever. Foi um local encantador, realmente um paraíso na Terra. Se eu pudesse realizar outro passeio no local, teria sido a travessia de 4 dias, que demandaria passar mais tempo lá. Fica para a próxima vez, quem sabe…

A cultura maranhense foi também algo que me chamou a atenção, principalmente a questão do reggae… Aqui no Sudeste, praticamente não há nada desse ritmo e é interessante saber que no Maranhão isso é totalmente diferente. Isso nos lembra quão grande e diverso é nosso país.

A culinária maranhense também merece uma menção honrosa, pela mescla entre a comida nordestina e a comida amazônica. Destaco aqui uma comida que provei: o arroz de cuxá, prato mais famoso do Maranhão, que leva camarão seco e várias especiarias, e outros que tive vontade de provar, como a moqueca maranhense e o camarão. Vai ficar pra próxima.

2018-05-25 15.47.52

Risoto de carne-seca com camarão, uma releitura do clássico arroz de cuxá, prato típico maranhense

Em Barreirinhas, gostei bastante de um restaurante bastante simples chamado Vem que é Bom Churrasquinho, que vendia porções saborosas a um preço bem acessível: além dos espetinhos, também comi um sarapatel delicioso.

Em relação às bebidas, é impossível não citar o Guaraná Jesus, fosforescente guaraná maranhense, que é encontrado em todo o lugar do estado. Também destaco alguns sucos de frutas nativas da região, como bacuri e cupuaçu, que merecem ser experimentados.

2018-05-26 20.33.32

Guaraná Jesus e sua inconfundível cor-de-rosa…

Depois desta viagem, tive ainda mais certeza da importância de explorar o Brasil. Há muitos locais para serem visitados, que nos prova que devemos dar valor às nossas tradições e à nossa cultura.

Espero que tenha gostado deste post. Caso tenha dúvidas ou sugestões, deixe nos comentários abaixo 🙂

Um comentário sobre “São Luís e Lençóis Maranheses – Roteiro de 4 dias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s