1 semana em Portugal – Visitando Lisboa e arredores

Já que estava estudando na Espanha, acabei aproveitando a Semana Santa, quando não teria aulas, para fazer uma viagem de 1 semaninha a Portugal, país dos nossos colonizadores.

Único país da Europa que tem o português como língua oficial, Portugal é um país pequeno, com pouco mais de 10 milhões de habitantes. Só para efeito de comparação, na cidade de São Paulo, vivem mais de 12 milhões de pessoas. Além disso, Portugal também é uma nação muito antiga, que remonta ao século XII. Sendo assim, é um país com muitas tradições, que vão desde a comida, com bacalhau, pastel de nata, etc, até a música, com o fado, por exemplo.

Durante a semana que ficamos no país (fui com meus pais), nos hospedamos em um Airbnb em Lisboa e visitamos também cidades próximas. Em uma dessas viagens fomos de trem (Sintra) e na outra alugamos um carro, o que permitiu conhecer um número maior de cidades (Fátima, Tomar, Coimbra e Óbidos).

Então, vamos lá. Começando com relatos e dicas de Lisboa e região.

Lisboa

Capital de Portugal, Lisboa está localizada na região sudoeste do país, na beira do Rio Tajo. A cidade possui aproximadamente 500 mil habitantes vivendo em sua colinas, que são muitas, diga-se de passagem. É uma cidade muito rica culturalmente e também muito bonita. A parte boa é que não é tão turística como outras capitais europeias. Assim, é bem menos lotada e dá pra visitar as atrações de forma mais tranquila.

Vamos aos pontos turísticos:

  • Miradouros: os famosos “miradouros” (ou mirantes para nós brasileiros) estão por todas as colinas da capital portuguesa. Não raramente, você estará andando pela cidade e se deparará com um desses pontos que permitem ver a cidade do alto. Entre os mais interessantes, estão o de São Pedro de Alcântara, que permite uma vista do castelo e da parte baixa da cidade; o Miradouro da Graça, cheio de artistas pintando a paisagem e o Miradouro de Santa Catarina, que permite ver o porto da cidade e a Ponte 25 de Abril. Para mais Miradouros, clique aqui.
2017-04-13 18.29.49

Miradouro São Pedro de Alcântara

  • Bairro Alto: bairro mais boêmio da cidade, possui diversos restaurantes donde se pode ir para conhecer o fado, música típica lisboeta. Quando fui, estivemos num dos restaurante do Bairro Alto para assistir a um show de fado, que foi muito interessante, valeu a pena. Outra coisa que foi muito legal foi conhecer a noite da região. É neste bairro também que jovens, em sua maioria estudantes, se encontram para socializar. Próximo ao Erasmus Corner, há diversos bares com cerveja muito barata. Fica a dica!
  • Praça do Comércio: praça mais importante de Lisboa, foi construída onde estava o Palácio Real antes de ser destruído pelo terremoto de 1755. Nela, fica o Arco Triunfal da Rua Augusta, com diversos elementos artísticos.
2017-04-10 14.45.03

Bela Praça do Comércio

  • Livraria Bertrand do Chiado: fundada em 1732 (!), vale a visita por ser a livraria mais antiga do mundo.
2017-04-10 13.54.17

Certificado da livraria mais antiga do mundo

  • Igrejas: em Lisboa, como em toda cidade europeia, há diversas igrejas, sendo muitas delas históricas e muito antigas. Das que entrei, destaque para duas: a de Lisboa, que tem sua construção datada do século XII, e é a catedral (igreja mais importante) da cidade; e a Igreja de São Domingos, que foi destruída por um incêndio em 1959, sendo possível ver as ruínas do que sobrou após o ocorrido. Não é muito visitada, mas é uma Igreja muito curiosa.
2017-04-10 14.21.02

Igreja de S. Domingos, com sua base afetada pelo incêndio

  • Museu Arqueológico do Carmo: instalado nas ruínas de um convento e de uma igreja, que sucumbiram após o terremoto de 1755, este museu é muito interessante, seja pela arquitetura ou pelo acervo. Abriga uma grande diversidade peças, incluindo lápides, múmias e muitos outros objetos, que contam a história, desde os primeiros assentamentos da região até os tempos atuais. Recomendo fortemente a visita. Mais informações aqui.
2017-04-13 12.19.56

Museu Arqueológico do Carmo, fundados nas ruínas do Convento, afetado após terremoto

  • Casa-museus Fernando Pessoa e Fundação José Saramago: alguns dos museus que se destacam na cidade contam a história de dois escritores portugueses muito famosos: Fernando Pessoa e José Saramago. Neles, é possível conhecer um pouco mais de cada um destes autores, desde suas infâncias, até suas obras e objetos pessoais. Na Fundação Saramago, inclusive, é possível ver seu Prêmio Nobel de Literatura, que o escritor recebeu em 1998.
2017-04-10 15.29.36

Prêmio Nobel de José Saramago

  • Alfama: bairro que antigamente era humilde e dos pescadores, atualmente é um dos mais visitados de Lisboa. Caminhar por suas ruas íngremes e estreitas (e se perder por elas) é um passeio essencial na cidade.
2017-04-10 16.58.47

Rua típica do Bairro da Alfama

  • The Pink Street (Rua Nova do Carvalho): esta rua é uma das ruas mais movimentadas na noite lisboeta. Por lá, há diversos bares e baladas, que atraem muitos turistas. Entre esses lugares, destaque para um dos bares mais diferenciados que já fui: Pensão Amor. Instalado numa casa que foi um bordel no sera um bordel antigamente, a decoração é muito peculiar e dentro do bar, se pode encontrar coisas muito estranhas, desde uma cartomante, até um sex shop. Os preços são bastante salgados, mas é não é necessário consumir para conhecer o local.
  • Belém: longe do centro da cidade, é em Belém que o Rio Tejo se encontra com o mar. O bairro, que é muito visitado por turistas, conta com vários atrativos, que garantem umas boas horas por lá. É este bairro que dá nome ao famoso Pastel de Belém, que pode ser encontrado na Fábrica dos Pasteis de Belém, que sempre tem filas enormes de turistas querendo experimentar os pasteis.
2017-04-11 14.14.44

Bolinhos de bacalhau e os originais pastéis de Belém

  • Mosteiro dos Jerônimos: considerado um dos patrimônios culturais da humanidade pela UNESCO, foi erguido em 1501 a mando de D. Manuel. A arquitetura impressiona, com traços muito típicos do estilo manuelino. Sua igreja guarda os túmulos de heróis nacionais como Vasco da Gama, Luis Vaz de Camões e Fernando Pessoa.
  • Museu Berardo: outro atrativo do bairro e muito pouco visitado, este museu, que conta com entrada grátis, possui obras de artistas muito famosos, incluindo Pablo Picasso, Salvador Dalí, Joan Miró, Andy Warhol, entre outros. O museu foi inaugurado em 2007 e apresenta a coleção de José Berardo, a pessoa mais rica de Portugal.
  • Torre de Belém: uma antiga construção militar do século XV, também é um dos pontos turísticos de Belém, atraindo muitos visitantes. Seu principal destaque é a arquitetura, também no estilo manuelino.

Além de Lisboa, nessa semana que fiquei por Portugal, também fui para cidades próximas, que também foram viagens muito interessantes.

Sintra

Cidade bem próxima a Lisboa, é possível chegar na cidade por meio dos comboios (ou trens), que levam apenas 30 minutos até a estação de Sintra. Lá, há diversos pontos turísticos, incluindo palácios, castelo e outras coisas para se visitar. Entretanto, não são muito baratos, assim que decidimos ir apenas em um: o Palácio da Pena. E valeu muito a pena! (não pude deixar passar esse trocadilho)

2017-04-14 16.20.49

Palácio da Pena

Em 1838, o rei D. Fernando II comprou um convento que havia no topo de uma montanha e o reformou para que servisse de palácio para a monarquia portuguesa, encargando como responsável pela obra o arquiteto alemão Barão von Eschwege. Atualmente, é aberto a visitação e é muito bonito. Chama atenção não só pela arquitetura, por vezes surrealista, como também pela vista que se tem. Compensa muito ir. Para se chegar, há duas opções: ônibus, que custa uns 5 euros por pessoa, e uma trilha que passa por dentro de um Parque muito agradável. Recomendo essa segunda que, apesar de cansativa, é grátis. A entrada no Palácio custa 16 euros. É caro, mas seria uma pena você não visitá-lo.

2017-04-14 16.22.18

Uma das torres do Palácio da Pena

Fátima

Ao norte de Lisboa, Fátima é a cidade onde, segundo relatos, apareceu Nossa Senhora para 3 crianças em 1908. Depois disso, foi construída uma basílica, que é a única coisa interessante na cidade, que lembra uma Aparecida do Norte. É interessante a visita se você for religioso e/ou tiver passando próximo. Fora isso, não recomendo muito, já que há coisas mais interessantes de se ver em outras cidades portuguesas.

Tomar

Cidade localizada a 60 km de Portugal, Tomar é uma cidadezinha muito aconchegante que me impressionou bastante. Lá, a principal atração é o Convento de Cristo, um conjunto arquitetônico que impressiona pelo tamanho e pela arquitetura. Sua construção iniciou em 1160 e foi finalizada somente no século XVIII. Em seu auge, o Convento chegou a abrigar mais de 500 monges. Construído inicialmente pela Ordem dos Templários, envolvidos na Reconquista, o convento passou para a Ordem de Cristo, extinta em 1834. Dentro, entre as diversas instalações, se destaca uma capela com afrescos do século XII, que é realmente incrível. O valor do ingresso é de 5 euros e eu recomendo muito a visita deste lugar.

2017-04-12 12.45.48

Convento de Cristo em Tomar

Além do mosteiro, a cidade de Tomar é famosa por seus doces tradicionais: Queijada de Tomar e Fatia de Tomar. Se estiver na cidade, prove que você não vai se arrepender, são muito bons (saudades, aliás).

2017-04-12 13.22.45

Simpática rua na cidade de Tomar

Coimbra

Localizada 170 km ao norte de Lisboa, Coimbra se destaca pela sua Universidade, que é a mais antiga entre os países lusófonos. Inaugurada em 1290, diversos nomes de peso passaram por lá, incluindo: Eça de Queiroz, Camões e José Bonifácio. É possível visitar diversas área do complexo da Universidade, porém por falta de tempo não cheguei a entrar em tudo.

2017-04-12 16.31.21

Universidade de Coimbra

Além da Universidade, a cidade também possui um centro antigo muito conservado e interessante, com diversas igrejas antigas. Vale lembrar que a cidade conta também com um festival muito conhecido mundialmente: a Queima das Fitas, que é uma celebração universitária por parte dos estudantes de direito da UC.

Óbidos

Última cidadezinha que visitei em Portugal, Óbidos foi uma grata surpresa. Cercada por muros, a cidade tem apenas 3000 habitantes e sobrevive do turismo. Recomendo visitá-la e caminhar pelas suas ruas estreitas e pelos muros. Destaque para a Ginginha de Óbidos, um licor feito de ginja (uma fruta similar à cereja), que é vendido na cidade.

2017-04-12 19.07.18

Cidade de Óbidos, cercada por 1,5 km de muros

Considerações finais

Portugal é um país extremamente interessante para se visitar, seja pela cultura, pela comida, pela história ou pela arquitetura. Eu me surpreendi muito positivamente pelas cidades que visitei, principalmente as menores e menos turísticas. Além disso, também tive boas impressões da população em geral, que me pareceu muito mais aberta e simpática do que de outros países da Europa. Me pareceram mais “brasileiros”.

Recomendo a todos que vão e visitem a terrinha. Não se arrependerão, ora pois!

 

 

 

 

 

2 comentários sobre “1 semana em Portugal – Visitando Lisboa e arredores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s