Vai estudar na Europa? Algumas dicas para facilitar sua vida!

Após realizar intercâmbios e estágios fora do Brasil em países como Espanha, Chile, Itália e, agora, Bélgica, posso dizer que tenho certa experiência com o fato de viver fora e tudo que envolve isso. Ir para um país diferente envolve muitas novidades. As questões de câmbio, moradia e transporte normalmente nos deixam com uma certa insegurança antes da viagem, mas não precisa ser assim. Nesse post, vou compartilhar algumas dicas, que podem ser muito úteis no momento de preparação e de chegada em um novo local!

Moradia

Uma das maiores incertezas antes de chegar a uma nova cidade se refere ao lugar onde vamos morar. Geralmente, as universidades europeias já tem uma boa experiência em receber estudantes de fora, então o contato com a universidade já pode indicar o melhor caminho para a moradia, seja ela em residências estudantis ou apartamentos privados. De qualquer maneira, deixo aqui algumas dicas que podem ser úteis em relação à moradia:

  • Residência da universidade: Pergunte ao escritório de relações internacionais da universidade se há a possibilidade de morar na residência da própria universidade. Quando esta opção está disponível, geralmente é a que apresenta o melhor custo-benefício, tanto pelo preço, como pela distância à universidade;
  • Sites de aluguel: Caso este não seja o caso, procure se informar a respeito de sites onde podem ser encontrados quartos ou apartamentos a serem alugados. Na Itália, alguns sites bastante utilizados são o subito.it, casa.it e immobiliare.it. Na Espanha, o idealista.com é imbatível. Já na Bélgica, recomendo o brukot.be e o immoweb.be. Vale lembrar que, nestes casos, a maioria dos anunciantes são pessoas físicas, o que geralmente significa um menor valor no aluguel.
  • Facebook: Outra alternativa para se encontrar uma moradia a preço acessível é através de grupos do Facebook. Praticamente todas as cidades universitárias contam com grupos desse tipo e podem ser uma boa opção. É bom saber, porém, que existem alguns golpes nesse grupo. Por isso, NUNCA pague algo antes de realmente conferir o local ao vivo.
  • Sites especializados: uma terceira alternativa para aqueles que procuram uma casa é utilizar sites de agências especializadas, que geralmente cobram uma comissão no ato de reserva. Algumas dessas agências são housinganywhere.com e uniplaces.com. Além de cobrarem uma taxa, essas agências não permitem a visita presencial no apartamento. Por conta disso, não gosto muito de utilizá-las, mas pode ser mais prático em certas ocasiões.

No caso de escolher alguma opção independente, seja por meio de grupos de Facebook ou de sites com anúncios, é bastante importante se atentar a fraudes e possíveis golpes. Por isso, recomendo que se faça uma visita ao local antes de realmente fechar negócio. Eu, sempre que possível, alugo um Airbnb ou fico em hostel por alguns dias, para poder visitar as casas e ver com meus próprios olhos em qual local me sinto mais confortável.

Depois de escolher a casa, é bastante importante, também, ficar de olho no contrato. Quantos meses de fiança são pedidos? É preciso encontrar alguém depois para me substituir? Se eu precisar sair daqui, o que acontece? É possível registrar minha residência na prefeitura? Saber a resposta de todas essas questões é essencial nesse momento, para não ter surpresas desagradáveis depois.

Dinheiro

Outras dúvidas bastante comuns e recorrentes estão relacionadas ao fator dinheiro. Abaixo, deixo algumas dicas a partir da minha experiência, que podem facilitar a vida, além de economizar uma boa grana. Qual banco é o melhor? Como abrir uma conta? Devo levar dinheiro do Brasil? Como mando dinheiro do Brasil para Europa?

  • Qual banco é o melhor? Abrir uma conta de banco é sempre uma dor de cabeça, seja no Brasil, seja no exterior. Pessoalmente, não gosto de burocracias (nem de ficar pagando taxas), então por conta disso acabei escolhendo o N26, um banco digital alemão. Além de não haver a necessidade de pagar nenhum tipo de taxa para abrir a conta no N26, todos os saques realizados dentro da Europa são grátis e as transferências também não custam nada.
  • Como abrir uma conta de banco? Abrir uma conta no N26 é muito fácil. É só acessar o site n26.com e seguir as instruções. O único documento necessário é o passaporte. Além disso, também é pedido um endereço europeu, para onde enviarão o cartão de débito do banco. Mesmo que esteja abrindo a conta a partir do Brasil (o que é possível), é obrigatório inserir um endereço na Europa. Caso esteja nessa situação, tente ver com algum amigo ou conhecido que possa receber o cartão na cidade para onde vai, que aí, chegando na Europa, você já terá um cartão funcionando. Dica: para ganhar 15 euros ao abrir a conta do N26, é só clicar aqui e utilizar o código vitorb3415.
  • Devo levar dinheiro do Brasil? Se você já tiver um cartão de um banco europeu, eu acredito que não precisa levar muito dinheiro, não, já que nunca é bom ficar andando com muito dinheiro em espécie (principalmente no Brasil). Além da questão segurança, ao trocar dinheiro em casas de câmbio, acaba se pagando o valor do euro turismo, que é bem mais caro do que o euro comercial. Com o euro no patamar que está atualmente, é sempre bom economizar uma grana, então eu sou CONTRA trocar dinheiro no Brasil. Caso ainda não tenha a conta no banco europeu, leve o suficiente para as primeiras semanas e depois abra a conta na Europa, o que vai fazer com que se economize uns bons reais.
  • Como mandar dinheiro do Brasil para a conta na Europa? Se eu não recomendo trocar dinheiro no Brasil, tenho que ter uma alternativa melhor – e realmente, tenho. Sempre que vou realizar intercâmbios, utilizo alguns sites que não utilizam a taxa do euro turismo, e sim o comercial. Só para se ter uma ideia da diferença, no dia em que escrevo esse post, o euro comercial está custando a bagatela de R$ 6,64 e o euro turismo R$ 6,97… São 30 centavos que fazem uma grande diferença no bolso de estudantes. Assim sendo, recomendo utilizar o Transferwise (utilizando o link a a seguir, a primeira transferência é grátis transferwise.com/invite/u/gabrielv300) e a Remessa Online (utilizando o link, você ganha 50% de desconto na taxa da primeira remessa: remessaonline.com.br?utm_voucher=ab885).

Vale lembrar que também há a possibilidade de abrir conta em outros bancos virtuais na Europa, como o próprio Transferwise e o Revolut. Como a minha experiência se baseou somente no N26, não posso dizer como é o serviço desses outros 2 bancos. O N26 funciona perfeitamente, nunca me causou nenhum problema, e é bastante prático. Em relação aos sites para envio de dinheiro, também não tenho nada a reclamar. São confiáveis e bastante rápidos. Geralmente, em no máximo 2 dias úteis, o dinheiro já cai na conta. Recomendo demais!

Transporte

Outra dúvida bastante recorrente é em relação ao transporte público e à realização de viagens entre cidades europeias. Abaixo, mais algumas dicas que deixo aqui a partir da minha experiência:

  • Antes de comprar algum bilhete de transporte, primeiro confira se é necessário. Algumas cidades oferecem pacotes bastante interessante para jovens, enquanto outras nem tanto. Por isso, caso more numa cidade menor ou more do lado da universidade, talvez não seja necessário comprar um cartão de transporte. Por isso, cheque no site de mobilidade da cidade e veja as opções disponíveis com calma, antes de tomar alguma decisão mais precipitada.
  • Em cidades planas, uma bicicleta pode ser uma ótima solução. Há inúmeras opções a preços acessíveis em grupos de compra e venda no Facebook. Outra alternativa são os serviços de bikes compartilhadas que há em algumas cidades. Algumas vezes, inclusive, oferecem descontos para estudantes. Pode valer bastante a pena em alguns casos!
  • Para se locomover na cidade sem se perder muito, duas opções interessantes de apps são o Moovit e o CityMapper. Ambos mostram em tempo real o tempo de espera para os transportes públicos de várias cidades europeias – e funcionam bastante bem!
  • Para viajar, alguns sites podem ajudar bastante. O Omio compara diversas opções de transporte entre 2 cidades e mostra as opções mais baratas e mais rápidas. Para a primeira reserva, ao usar código vitorb1r0a4t, a sua viagem custará 10 euros a menos! O site Rome2Rio também é bastante útil, mostrando as diversas opções de transporte para trajeto entre 2 cidades.
  • Já em relação a passagens de ônibus, raramente alguma companhia será mais em conta do que a Flixbus, que opera por toda a Europa. Outras opções também bastante econômicas são a BlaBlaBus e a RegioJet, que também podem ser muito econômicas – apesar de terem menos rotas do que a Flixbus.
  • Outra coisa bem legal da Europa são os tentadores voos low-cost, que são assustadoramente baratos. A principal cia aérea nesse formato é a irlandesa Ryanair, que voa para muitos destinos na Europa e também no norte da África. A WizzAir também oferece promoções muito boas, assim como a EasyJet. Apesar de terem preços bem atraentes, sempre que possível evito voar, uma vez que os voos emitem uma altíssima quantidade de gases do efeito estufa, como dá pra ver aqui (a Ryanair foi, no ano passado, a SÉTIMA empresa que mais emitiu carbono de toda a Europa! Isso é bem relevante).

Apesar de somente serem algumas simples dicas, acredito que esse post pode ser útil àqueles e àquelas que estão indo estudar na Europa. Sei das dúvidas e angústias que podem envolver a primeira vez em que se vai morar numa cidade fora do país, com outro idioma e outra cultura, e não é fácil mesmo, principalmente no início. De qualquer forma, porém, as coisas vão se ajeitando e a adaptação vai ocorrendo. Espero que possa ajudar de alguma forma.

Caso queira saber como foi viajar de avião e chegar na Europa durante a pandemia, leia o último post do blog aqui.

No caso de dúvidas ou sugestões, pode deixar um comentário aqui embaixo, que responderei assim que possível.

Aproveite também para seguir o perfil deste blog no Instagram: @mochila.raiz

Boa viagem!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s