3 dias em Ella, Sri Lanka – o que ver e fazer

Iniciando a série de posts sobre o Sri Lanka nesse blog, vamos começar por Ella, uma das cidades mais turísticas da ilha. Localizada na área montanhosa do país, Ella e região possui paisagens maravilhosas, história muito rica e um clima muito agradável.

Uma cidadezinha com cerca de 5000 habitantes apenas, Ella fica no centro-sul do Sri Lanka e é o ponto de partida para várias trilhas que desbravam a região. Como está estrategicamente posicionada nas montanhas do país, é o lugar perfeito para ter como base e explorar a região, que conta com diversos picos, cachoeiras e plantações de chá.

Como chegar

Apesar de pequena, Ella é muito bem conectada com as demais cidades cingalesas. A partir de Colombo, há trens que levam 9 horas até a cidade e que passam por uma das ferrovias mais bonitas do mundo. Também de trem, Kandy fica a 6h de viagem. Já as cidades mais ao sul, como Galle e Matara, são alcançadas por meio de busões que levam pelo menos 5 horas para percorrer menos de 200 km.

O que fazer

Ter Ella como base é uma ótima opção para aqueles, como eu, que têm vontade de explorar as montanhas do Sri Lanka. Há várias atrações próximas à cidade, que são facilmente alcançadas a pé ou por meio de transporte público. Aqui embaixo vou deixar um mapa com os pontos que visitei e que merecem uma atenção especial ao visitar a região.

Little Adam’s Peak

Pertinho do centro da cidade, o Mini Adam’s Peak tem seu nome derivado do original Adam’s Peak, famoso local de peregrinação no Sri Lanka. Apesar do nome parecido, estão relativamente longe entre si. O caminho até o topo da montanha, que alcança 1141 m de altitude, é bastante tranquilo e não leva mais do que 45 minutos. A partir da Passara Rd., há várias indicações indicando a trilha. Não tem muito erro não. A vista de lá de cima é bem bonita e o melhor horário para ir é logo de manhãzinha, horário que não tem muitas nuvens.

Ella Rock

Localizada do outro lado do vale, de frente ao Little Adam’s Peak, a caminhada até o cume da Ella Rock é um pouco mais difícil, mas também não é nada muito complicado. O percurso para chegar até o topo da pedra, que tem 1300m de altitude, leva cerca de 1h30. Lá de cima, dá pra ver toda a região, incluindo parte do Parque Nacional de Udawalawe. Além disso, o caminho é maravilhoso, passando por cachoeiras, plantações de chá e florestas de eucalipto. Para chegar ao início da trilha, tem que seguir os trilhos do trem por cerca de 30 minutos e depois virar à esquerda. As indicações não são muito claras, mas é só perguntar para as pessoas que vão e vêm pela trilha que tudo fica fácil.

Rawana Falls

Com 25 metros de altura e localizada na beira da estrada que chega até Ella, essa cachoeira é considerada uma das mais famosas do país. Devido ao seu tamanho, porém, nadar no local não é indicado, então é um lugar só para observar e aproveitar a paisagem mesmo.

Nine Arch Bridge

Famosa cartão-postal do Sri Lanka, a Nine Arch Bridge (ou Ponte dos 9 Arcos) é um dos lugares mais visitados nos arredores de Ella. Alcançada a partir de uma trilha rápida, que leva cerca de meia hora desde o centro da cidade, merece uma visita especial pela bela vista que oferece. É possível se programar, inclusive, para visitar o local quando os trens passam por ali, o que deixa a foto ainda mais bonita.

Dowa Rock Temple

Apesar de não estar descrito em todos os guias de viagem do Sri Lanka, este pequeno templo budista que fica a 15 minutos de Ella (via tuktuk) é bastante interessante e merece uma atenção especial. O templo é famoso por uma estátua de Buda feita em uma rocha enorme no local, que possuiria mais de 2000 anos de idade. Com 12 metros de altura, a estátua – que não foi finalizada totalmente – impressiona pelo bom estado de conservação.

Além da estátua, o templo também conta com sua área interna bastante ornamentada, com esculturas e desenhos em todas as paredes. A entrada para a área interior custa 200 Rs.

Lipton’s Seat

Localizado próximo à cidade de Haputale, que fica a cerca de 1h de viagem de trem de Ella, o Lipton’s Seat (ou assento do Lipton) é um dos mirantes mais impressionantes do Sri Lanka.

Era desse lugar que Thomas Lipton (aquele mesmo do chá Lipton) que observava todo o seu império na região. Atualmente, além da estátua de Lipton num banco, a área conta com uma casa de chá no topo da montanha. De lá de cima, dá pra se ver uma infinita cobertura verde da paisagem, que dão origem aos famosos chá de Ceilão, produto mundialmente conhecido.

Ali pertinho há também a fábrica de chá Dambatenne, que oferece um dos melhores tours relacionados ao chá no Sri Lanka (mas que estava fechada quando tentei visitar). Para chegar até o local, deve-se pegar um trem de Ella até Haputale (80 Rs) e depois um tuktuk, que sai na faixa de 1300 Rs.

Dicas de comida e hospedagem

Como é uma cidade bastante turística, Ella conta com uma grande variedade de hotéis, guesthouses e restaurantes de vários níveis, desde aqueles mais chiques até aqueles mais simples. Por conta dos vários turistas que recebe, não faltam restaurantes mais ocidentais, que chegam a oferecer desde comidas italianas até fast food.

Tendo visitado a cidade e comido em alguns desses lugares, posso recomendar dois que gostei bastante. O primeiro deles é o Cafe Chill, um enorme bar/restaurante/café que oferece inúmeras opções a seus clientes a preços um pouco mais caros que os pequenos restaurantes da cidade. Há desde drinks e bebidas até pratos típicos cingaleses. Deixo como dica o lamprais e o rice and curry, sempre muito saborosos e bem servidos. À noite, o local se transforma numa balada com música eletrônica. Pode ser uma boa pedida àqueles que queiram se divertir na night.

Outra boa pedida, bem mais econômica, é um pequenos restaurante que fica na frente do ponto de ônibus principal da cidade. Bastante simples, oferece vários pratos cingaleses, como maravilhosos rice and curry e rotti, por preços muito convidativos a mochileiros. Os donos são muito simpáticos e, apesar de ser um lugar bem pequeno, é uma boa opção para aqueles que queiram conhecer o Sri Lanka mais raiz.

Como hospedagem, recomendo o Little Paradise Homestay (tel: +94 716651094), que fica no segundo andar de uma casa de família e conta com 3 quartos muito bem equipados e confortáveis. Além disso, oferecem um café da manhã maravilhoso e muito saboroso. A noite fica na faixa de 3 euros por pessoa/noite, vale muito a pena!

Visão geral

Ella foi uma grata surpresa nas montanhas do Sri Lanka. Com um clima muito agradável devido à altitude, comidas saborosas e muitas trilhas, é um dos lugares a serem visitados, sem dúvidas, no país do chá. Tendo sido a primeira cidade que visitei no Sri Lanka, Ella me deixou uma ótima primeira impressão – além de um gostinho de quero mais, já que falta explorar muito mais desse país rico em paisagens e cultura.

No caso de dúvidas ou sugestões, pode deixar um comentário aqui embaixo, que responderei assim que possível.

Aproveite também para seguir o perfil deste blog no Instagram: @mochila.raiz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s