Explorando Anuradhapura, a primeira capital do Sri Lanka

Anuradhapura é um dos lugares mais emblemáticos e impressionantes que existe no Sri Lanka. A cidade, uma das mais antigas do mundo continuamente habitadas, se tornou a capital do reino do Sri Lanka em 380 a.C. e continuou assim até o ano 1017 de nossos tempos atuais.

História

Algumas décadas depois de seu estabelecimento como capital é que Anuradhapura começou a ter uma maior importância local, em grande parte pelo rei Devanampiya Tissa, que trouxe o budismo à ilha. A partir desse momento, a cidade floresce como um centro político e religioso do Sri Lanka.

Sua história foi marcada por diversas invasões de outros povos, principalmente provenientes da Índia, mas mesmo assim, Anuradhapura resistiu como capital do Sri Lanka até 1017. Esses quase 1400 anos de história guardam muitas ruínas, além de outras atrações que merecem uma atenção mais que especial numa visita ao Sri Lanka.

Atrações

As ruínas de Anuradhapura, reconhecidas como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, são realmente gigantescas. É praticamente inviável ir de local a local a pé, então recomendo alugar umas bicicletas pra facilitar a vida. Além disso, como o ticket para visitar o local é bastante salgado (25 dólares), é bom ir com uma estratégia pra visitar as ruínas. O ideal é começar cedinho pra evitar o calor e rodar entre as diversas atrações.

Deixo aqui embaixo as principais atrações das ruínas que podem ser visitadas em um roteiro de um dia. Para mim, esse tempo é mais do que suficiente para se ter uma ideia geral de Anuradhapura. Porém, caso queira aprender mais sobre a civilização, visitar todos os museus e ver com detalhes todas as ruínas com ajuda de guias, talvez 2 dias sejam mais adequados.

Vamos lá aos pontos principais para serem visitados em um dia em Anuradhapura.

Jaya Sri Maha Boddhi, a árvore mais antiga do mundo

A Sri Maha Bodhi é a árvore plantada mais antiga do mundo da qual se tem registro. É uma bodhi tree (Ficus religiosa) e foi plantada em 288 a.C., o que faz com que tenha incríveis 2321 anos de idade! Reza a lenda que alguém trouxe da Índia um ramo da árvore sob a qual Buda foi iluminado, que foi plantado em Anuradhapura.

jaya-sri-maha-boddhi-anuradhapura

Seja como for, a árvore sobreviveu por milênios e hoje faz parte de um templo budista, sendo considerado um dos lugares mais sagrados do Sri Lanka para a religião.

jaya-sri-maha-boddhi-anuradhapura

Tanto pela bela história como pela importância e beleza do local, visitar Sri Maha Bodhi é um dos pontos altos de Anuradhapura.

Dagoba Ruvanvelisaya

Apesar de ser um local bastante histórico, o que chama a atenção em Anuradhapura é que é também um lugar muito importante para os budistas. Além da árvore sagrada, a área das ruínas também conta com inúmeras dagobas (também conhecidas como stupas), que são construções em formato semi-esférico que guarda algumas relíquias e que são usadas para meditação.

Uma das dagobas mais importantes em Anuradhapura é a Dagoba Ruvanvelisaya. Com enormes 55 metros de altura, essa dagoba é toda pintada de branco e seu tamanho impressiona. Construída originalmente em 140 a.C., teve que ser remodelada devido a sucessivos ataques sofridos por exércitos inimigos ao longo do tempo.

dagoba-ruvanvelisaya-anuradhapura

Ao seu redor, há 344 esculturas de elefante colocadas lado a lado, simbolizando a proteção do local.

Como é um lugar religioso muito relevante, a dagoba fica tomada por fieis o dia todo. É bonito de se ver todas as cerimônias que acontecem por lá.

dagoba-ruvanvelisaya-anuradhapura

Dagoba Abhayagiri

Construída no século I a.C., a Dagoba Abhayagiri tinha como objetivo principal servir como local de cerimônia para o monastério que ali existia.

Originalmente possuía mais de 100 metros de altura, o que a tornava provavelmente a quarta maior estrutura do mundo da Antiguidade, apenas atrás das pirâmides de Gizé, no Egito e da Dagoba Jetavanarama. Atualmente, após diversas reconstruções, tem 75 metros de altura. Seu tamanho impressiona.

dagoba-abhayagiri-anuradhapura

Dagoba Jetavanarama

Já a Dagoba Jetavanarama é datada do século III e ainda maior do que a anterior.

Sua altura original atingia inacreditáveis 120 metros de altura, sendo a terceira estrutura mais alta do mundo na época. Reza a lenda que foram usados mais de 90 milhões de tijolos para sua construção.

dagoba-jetavanarama-anuradhapura

Assim como a Dagoba Abhayagiri, seu tamanho é realmente impressionante.

Twin Ponds

Bastante fotogênicos, esses tipos de piscina eram provavelmente usados pelos monges que abitavam ali ao lado. São bastante bonitos e, assim como as demais construções, nos dão uma ideia de como o reino cingalês da Antiguidade era avançado.

twin-ponds-anuradhapura

Outras atrações

Além dessas atrações principais, não faltam outras coisas para se ver em Anuradhapura. Há uma infinidade de ruínas de palácios, monastérios e complexos residenciais. Além disso, também há outras belas dagobas, talvez não tão impressionantes como as mais famosas, mas igualmente bonitas. Para completar, tem ainda três museus, que incluem o Museu Arqueológico, Museu de Jetavanarama e o Museu Abhayagiri. Como visitei Anuradhapura durante a pandemia, os museus estavam fechados e não consegui visitar…

Visão geral

Pelas fotos que inclui nesse post, dá pra imaginar como são as ruínas de Anuradhapura. Infelizmente, porém, não dá para se ter uma ideia de como os monumentos são grandes. Por isso, o melhor é visitar presencialmente as ruínas – só assim para se ter uma noção melhor da grandiosidade dessa civilização (que eu desconhecia, diga-se de passagem).

Talvez, Anuradhapura tenha sido o lugar que mais me encantou no Sri Lanka, entre todos os locais que visitei. Realmente amei ver a árvore plantada mais antiga do mundo e toda sua resiliência, além das enormes dagobas. Além disso, me impressionou muito o fato de que esses monumentos, tão grandes para a época em que foram erguidos, não sejam conhecidos pela maior parte das pessoas.

Por isso, numa viagem ao Sri Lanka, visite Anuradhapura! É um passeio realmente essencial no país, vale a pena o rolê.

Para dicas de outros destinos no Sri Lanka, veja também o post de Ella.

No caso de dúvidas ou sugestões, pode deixar um comentário aqui embaixo, que responderei assim que possível.

Aproveite também para seguir o perfil deste blog no Instagram: @mochila.raiz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s